quinta-feira, 21 de junho de 2007

Casa Cor China

Acabo de voltar de São Paulo. O cinegrafista Luís André e eu fomos cobrir a Casa Cor (na foto, um dos ambientes montados no Jockey Club de SP). Amigos paulistas que não pude rever: me desculpem, foi realmente muito corrido. Aproveito o espaço aqui para convidar todo mundo a assistir ao Casa&Cia na quarta-feira que vem, dia 27, às 22h. A mostra está lindíssima, fiquei de queixo caído com a ousadia dos arquitetos e designers na maior parte dos 67 ambientes. Lá a moda está muito próxima da decoração, é possível ver direitinho que as cores que desfilam nas passarelas são as mesmas em evidência no design de interiores. Muito cinza, prata, off white, p&b... tudo muito fino, luxuoso! Isso sem contar na madeira, a preferida em vários espaços, cobrindo pisos, paredes e mobiliário. Espero que vocês gostem tanto quanto eu!

***

E não é que uma grande amiga é nova moradora de Pequim? De lá ela nos envia relatos divertidíssimos e muito interessantes sobre como está sendo esse início de vida no oriente. Sobre moda, aqui estão suas primeiras impressões:
"Nas ruas, aliás, muita chinesa usa roupas curtésimas. Saias e vestidos, mas sobretudo shorts jeans. Todas são magras, muito cabelo pintado, encaracolado artificialmente. (...) No súper e lojas de cosméticos tem cremes branqueadores."
É, parece mesmo que somos opostos. Geográfica e culturalmente. Cremes branqueadores? Deusulivre! De qualquer forma, nas capas de lá só dá guria de cá (Vogue China).

10 comentários:

Joelma disse...

Já que perdi, mais uma vez, a Casa Cor (fui a SP antes e vou depois do período da mostra), não perco o Casa&Cia por nada nesse mundo. Pelas reportagens e fotos que já vi, tá um desbunde mesmo.

Laura Cogo disse...

Humm, prefiro continuar colorindo minha casa. O engraçado é que quando eu era pequena sempre me imaginava morando num apartamento (nunca me imaginei numa casa) hiper minimalista e monocromático. Mas na prática a coisa é bem diferente, sinto que minha casa fica cada vez mais aconchegante e iluminada com cores alegres e vibrantes.
E a madeira, sim, essa é sempre muito bem-vinda. Só não dá pra exagerar (como fiz), pq a casa fica cheirando a madeira, literalmente!

D. disse...

minha sorte é que não sou arquiteta. mesmo não entendendo nada do ofício já tenho vontade de mudar minha casa a cada seis meses. imagina vivendo isso diariamente... acabei de reformar meu quarto e já tô com vontade de mudar tudo de novo.

ah, entrei de furo aqui pelo blog da joelma. ;)

Larissa disse...

Agora que esse blog tá fino, aparecendo na TV, precisa estar sempre atualizado!

Maria Paula Letti disse...

d., seja bem-vinda! a cada casa linda que visito para o trabalho fico mais louca querendo mudar a minha! ainda bem que não sobra dinheiro... heheh

lari, prometo atualizar aqui logo logo. e fina é tu!

laura, concordo que a casa precisa ter cor, muita cor. adoro!

joelma, depois me diz o que tu achou, ok?

beijos

Joelma disse...

Que engraçado, ACABEI de ir lá no blog do programa comentar e chego aqui tá o teu comentário pedindo pra dizer o que achei. Pois eu fui bem comedida lá no blog oficial, porque eu queria mesmo dizer é que a senhorita ARRASOU, com direito a elogios do Rosenbaum e do Armentano. Fina fina fina. Adorei a entrevista com os dois, adorei! Tudo lindo. Um desbunde essa Casa Cor, viu? Mas, gurias, eu também sou das cores. Sou muito mais multicolorida do que monocromática. :)

Ah, Maria, ontem li várias páginas do blog do programa. Deixa eu te dizer que minha sala é cor-de-rosa. Mas não tem nada a ver com "teindêincias". Ela é rosa desde fevereiro de 2004, hehe. Tem fotos aqui, no flickr:
http://www.flickr.com/photos/monomulti/sets/72057594086937431/

beijos queridona

D. disse...

também vi o programa. nunca tinha assistido, parabéns, muito legal. e eu também saquei o elogio: caras tipo o j.armentano devem ficar de saco cheio de repórter que pergunta e nem sabe do que tá falando.

ah! e o que era de lindo aquele tapete escrito em italiano???

Maria Paula Letti disse...

valeu, meninas!!! audiência qualificada é o ouro! e era tudo aquele tapete mesmo, d. e os dois arquitetos são muito simpáticos, foi tri bacana entrevistá-los. vou entrar no teu flickr logo logo, joelma! bisous (ainda tô correndo tanto, prometo atualizar aqui no findi...)

LU K. disse...

Poxa, vc esqueceu de mencionar uma das principais novidades deste ano da Casa Cor!! Toda mostra discute formas de usar materiais politicamente corretos. Além disso, a arquiteta Ana Lúcia Siciliano trouxe um espaço ecologicamente correto.
O Café do Relógio foi transformado em um espaço educacional sobre sustentabilidade e ecologia. Beijocas

Maria Paula Letti disse...

oi lu! o café do relógio foi destaque no casa&cia. pena que não pega aí em sp... beijocas!