quarta-feira, 26 de março de 2008

Tanti auguri a te

Pode parecer estranho atribuir sexo a uma cidade. Porto Alegre, que tem alma, eu vejo feminina. Caprichosa e temperamental, é a um só tempo provinciana e avançadinha, mantendo hábitos recatados, porém sem nunca perder o compasso com o nosso tempo. Metrópole, é neurótica, opiniática e exigente. Também aldeia, é pudica, singela e dócil.

Sensualmente lânguida, se deita estirada no seu sinuoso contorno fluvial. Dominadora e envolvente, avança voraz sobre os morros, pelos vales e pelas planuras. Impetuosa, lança-se alto em pontas de concreto. Fogosa, vibra entrelaçada por artérias dinâmicas e congestionadas. Ciumenta, esconde com o muro seu perfil mais lindo.

É faceira quando se veste com as flores do jacarandá, anunciando a primavera, e é manhosa ao se derreter nos dias tórridos de verão. Romântica, se pinta toda nos fins de tarde, no outono. Malvada, venta fria e cinzenta nas noites de inverno.

Joaquim da Fonseca. Mas podia ser meu, só que não tão bem escrito. Porto Alegre é bem assim. Incrivelmente me sinto igual. Parabéns!

3 comentários:

maysa disse...

Marie! Tu és PORTO ALEGRE!!!! beijinhos, te adoro...

Maria Paula Letti disse...

ter amigo é bem bom mesmo! :) lindoca da maria! bj

Angélica S. disse...

:)
mandei email pra vc
bj